Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

04
Set17

O dia em que fui à televisão

Segunda feira, dia 4 de setembro de 2017. Hoje é o dia de voltar ao mundo real. A semana passada, no domingo dia 27 de agosto dei por mim deitada na cama, pronta para ir dormir e houve um pensamento que me passou pela cabeça do nada: "agora estás aqui toda nervosa, mas daqui a uma semana já foste à televisão e já fizeste anos." Pondo as coisas assim em perspetiva, as ânsias boas e os nervos maus ainda se tornam mais inúteis do que na realidade já sei que são. No entanto, tendo em conta a semana que se aproximava, eram um bocado inevitáveis.

 

Na quinta feira, durante a manhã enquanto trabalhava e olhava de cinco em cinco minutos para o relógio para ver quanto tempo faltava para ir para Carnaxide, os meus maiores medos eram: que os apresentadores tomassem um café turbinado e falassem tão rápido ao ponto de eu não perceber nada do que perguntavam e passar a entrevista a dizer "desculpe?"; sangrar do nariz em direto por estar nervosa e com calor; ficar com soluços algures durante a entrevista; suar tanto das mãos que o iPhone desse erro quando o tentasse desbloquear com a impressão digital. Como podem ver, os medos eram muitos. As probabilidades de eles se efetivamente realizarem, já não eram assim tantas.

 

Cheguei aos estúdios da SIC uma hora antes da hora marcada, simplesmente porque achei que iria demorar imenso tempo a fazer a viagem do trabalho até lá. Enganei-me redondamente e o facto de agora ter que lá ficar à espera uma hora só fez com que ficasse mais e mais nervosa. Ali estava eu, no carro, estacionada entre o lugar reservado com o nome do João Baião e o do João Paulo Rodrigues. No meio, a Marta Carmezim - para além de surreal, só me fazia perguntar mais vezes "mas o que é que tu achas que estás a fazer?"

 

Assim que entrei nos estúdios fui encaminhada prontamente para a maquilhagem e cabelos. Perdi a cabeça, porque ainda é melhor do que parece nas fotos dos famosos. Os espelhos têm mesmo lâmpadas à volta e em cima da mesa estão só todos e mais alguns produtos de maquilhagem, daqueles que vejo todos os dias no YouTube e que talvez nunca vá ter na minha coleção. Foi um senhor que me maquilhou. Ao início achei que estava a ser um pouco antipático porque só me disse olá e adeus, mas depois percebi que não era isso: estava só estupidamente concentrado. Juro que nunca vi ninguém fazer aquilo: as outras maquilhadoras perguntavam aos outros convidados como queriam ser maquilhados; o "meu" olhou muito sério para a minha cara, semicerrando os olhos e pôs mãos à obra. Cerca de 10 minutos depois, a minha cara parecia ter um filtro de instagram na vida real. Já para não falar que ia adormecendo enquanto o senhor me maquilhou.

 

2017-09-04-PHOTO-00000005.jpg

 

Fui para o camarim depois da maquilhagem, onde fiquei até à hora do programa começar. Lá foi provavelmente o momento em que consegui descontrair minimamente - ou se calhar estava só demasiado concentrada em observar cada pormenor da minha maquilhagem. Durou pouco tempo. Chega uma jornalista muito simpática ao pé de mim que me pede para levar o telemóvel para estúdio para testar a aplicação. O problema? Já não tenho a aplicação, pelo menos a primeira que testei e sobre a qual falei aqui no blog. Fiquei logo a stressar a achar que já tinha feito asneira da grossa. Nada que não se resolvesse rapidamente, claro, eu é que fiz logo drama. Eles gostaram da aplicação que uso atualmente, com os sons da natureza, e deixaram-me mostrar essa. No entanto, ainda gastei um pacote de dados móveis a descarregar a outra, que não foi usada. Details.

 

Eis a razão pela qual eu ainda não sei se gostei assim tanto desta experiência: a carga de nervos com que eu estava desde que o programa começou até eu entrar... ninguém merece! Enquanto os apresentadores - João Paulo Sousa foi a mais agradável supresa que tive nesta experiência! - tiravam fotos para o instagram, estava projetada uma contagem decrescente gigante no ecrã, que mostrava quanto tempo faltava para se ir para o ar. Quem estava quase a ir pelos ares era mesmo eu, que a cada segundo que passava sentia uma gota de suar a cair pelas costas abaixo. No final do dia todo o corpo me doía, parecia que tinha passado a tarde no ginásio e não percebi porquê ao início. A resposta? Tinha estado de tal maneira tensa que estava, efetivamente, dorida.

 

Bebi duas garrafas de água porque tinha a gargante seca dos nervos e depois comecei a pensar tanto que se calhar, quando lá estivesse sentada, ia ter vontade de fazer xixi que fiquei mesmo. Ia olhando para os meus pais na plateia e eles sorriam para mim e faziam aquele gesto de "vá, you got this!" e eu só olhava para eles enquanto abanava a cabeça a dizer que não. Houve dois momentos antes de entrar que achei que me ia desfazer em lágrimas... mas agora não havia volta a dar.

 

Quando me sentaram na cadeira foi uma adrenalina enorme. Os meus pais perguntaram-me o que tinha achado da entrevista do senhor antes de mim, que fora entrevistado ali mesmo ao meu lado. Não ouvi uma palavra dessa rúbrica - devo mesmo ter entrado em transe.

Não me lembro de grande coisa da entrevista, apenas de assim que disse as primeiras palavras pensar que, se calhar, aquilo até é giro. Outro dos medos que tinha realizou-se: comecei a sentir-me tão confortável e tão feliz por estar a fazer aquilo que falei de mais. Pelo menos foi a sensação com que fiquei. Quando me agradeceram pela conversa pensei "já passaram dez minutos?"

 

Ter tido esta oportunidade já foi surreal o suficiente e pensar que a tive graças ao meu blog é um pensamento que nem cabe em mim de orgulho. Orgulho por estar cada vez mais apaixonada por este cantinho, mas também orgulhosa por ter conseguido não dizer demasiados "ahhhhh" entre frases e talvez ter até ajudado alguém com a minha entrevista. Se calhar vocês acham que não, mas eu sinto que tenho que agradecer. Com certeza que se só eu lesse o que escrevo, a equipa da SIC nunca teria encontrado o meu blog.

 

Por motivos de publicidade não me foi possível mencionar o nome das aplicações, mas aqui não há problema: tal como já tinha mencionado do post de há uns meses, a aplicação de meditação guiada chama-se Headspace e a que uso atualmente - e que mostrei no programa - chama-se RelaxMelodies. Experimentei e digam-me como se deram com elas.

 

Da minha parte, para além de um grande OBRIGADA, deixo a parte do programa em que participei para aqueles que não conseguiram ver em direto! Podem ver o vídeo aqui!

 

Ir à TV é (Sinónimo de) Carmezim.

Marta.

3 comentários

Comentar post

A Marta

Sinonimo de Carmezim

@mcarmeziim

Parcerias

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal