Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

09
Set17

Sem Spoilers #13 | Narcos

Este é daqueles posts que queria tanto escrever e ao mesmo tempo não queria. Por escrevê-lo quereria dizer que a série voltar; por escrevê-lo quer também dizer também que a série terminou. Em vários contextos arranjei maneira de relembrar esta série que foi a principal responsável por me ter apaixonado por tudo o que tenha o rótulo Netflix. Foi também por causa desta série que comecei a gostar de ver cinema em espanhol, coisa que até aqui nunca sequer me teria passado pela cabeça. 

 

Assisti às duas primeiras temporadas ainda antes de ter blog portanto foi o meu Rapaz que teve que levar com todo o meu entusiasmo, até ao ponto de o obrigar a ver a série também. Entretanto o meu irmão também se juntou à corrida, e obviamente que todos me deram razão: é uma série impressionante e espetacular. As duas primeiras temporadas são muito fortes e marcantes, não só pela história - e eu não sabia absolutamente nada sobre a história da Colômbia -, mas também pelo trabalho dos atores. Wagner Moura é um Pablo Escobar que tem tanto de charmoso e cómico como de psicopata e arrepiante. 

 

 

Resultado de imagem para narcos poster s3

 

Por ter gostado tanto do trabalho de Wagner Moura estava com algum receio para esta terceira temporada, precisamente por não haver mais Pablo Escobar depois da segunda temporada. Sabia que ia gostar da nova temporada, no entanto era sempre um pensamento a possibilidade de sentir uma espécie de vazio deixado por uma personagem da qual gostei tanto. De qualquer maneira, já só queria que a série voltasse e foi isso que aconteceu, ainda por cima no meu dia de anos!

 

Como podem ver, demorei exatamente uma semana a ver a terceira temporada. Obviamente que é o mau e o bom de ter Netflix, esta coisa de se ter logo os episódios todos disponíveis. Numa temporada com tanta tensão e suspense é realmente difícil parar para não ver o episódio seguinte. De forma geral até acho que me portei bem: foi uma média de dois episódios por dia, o que é uma vitória quando se fala de um enredo que se via tão bem num dia seguido. 

 

Resultado de imagem para narcos poster s3

 

A terceira temporada de Narcos foca-se no cartel que ascendeu logo após a morte de Pablo Escobar, líder do cartel de Medellín. O agente Javier Peña volta a entrar em cena com o objetivo de capturar os quatro cabecilhas deste novo império que então se erguia: os irmãos Gilberto e Miguel Rodriguez, Pacho Herrera - um dos meus personagens preferidos - e Chepe Santacruz - personificado pelo nosso querido Pêpê Rapazote. Tudo isto misturado com disputas políticas e uma cidade que se verga ao dinheiro, à droga e à corrupção.

 

Algo que aprendi depois desta terceira temporada de Narcos: esta série é o Game Of Thrones dos tempos modernos. Se nunca viram esta série e estão a pensar nisso, o melhor conselhos que vos posso dar é para não se apegarem demasiado a nenhuma personagem, quer sejam elas mais centrais ou secundárias. Aquela gente simplesmente não tinha qualquer problema em acabar com uma vida, ali, a sangue frio, quer fosse um homem, uma mulher ou até crianças. Essa é, sem dúvida nenhuma, uma das coisas que torna a série mais pesada. O sangue, o sexo, as drogas, está tudo lá, puro e duro. 

 

A história daquele país é uma coisa que nos deixa de queixo no chão de episódio para episódio. Depois de vermos aquilo - e tendo em conta que muitos acontecimentos estão ali hollywoodizados - ficamos sempre a olhar para o ecrã e a perguntarmo-nos como é que é possível que, algum dia, algum país tenha conseguido respirar naquelas condições. O termo "narcodemocracia" era-me totalmente desconhecido e por isso ver as coisas que se passaram naquele momento da história fazem com que esse termo deixe de precisar de qualquer tipo de explicação. 

 

Nesta temporada nem me lembrei do Pablo Escobar. O elenco está repleto de personagens com muita profundidade, muito complexas, em permanente estado de desconfiança e tensão. Os atores escolhidos para desempenhar estes papéis fazem com que queiramos estar ali a beber um copo de whiskey com eles depois de um dia de trabalho a ouvir aquela lingua fantástica. Para além disso, há que referir também o guarda-roupa incrível, no qual as camisas de cetim cheias de padrões e os chapéus "à coronel" ainda dão mais pinta a estes dez episódios. 

 

Já que falamos de atores e papéis, temos que falar numa das coisas por que estava mais desejosa de ver: o desempenho do nosso conterrâneo Pêpê Rapazote. Nunca fui uma graaande fã do seu trabalho, mas também lhe sei reconhecer mérito para a coisa. Nunca o achei excecional, é isso que quero dizer. Ora, em Narcos, sempre que alguém me perguntava por ele eu respondia prontamente que este é o papel da sua vida. Apesar de perder alguma importância a partir do quarto episódio, a personagem assentar-lhe que nem uma luva. Já para não falar que até ficamos a sentir um certo orgulho de ver um português fazer um trabalho tão bom numa série com tanta visibilidade no mundo. 

 

Esta temporada não foge nada do género das duas primeiras e isso é o ponto mais positivo desta review. A única coisa menos boa é mesmo o final - mas pronto, isso foi comigo, que me afeçoei à personagens erradas. De resto, não poderia estar mais satisfeita por ter voltado a ver uma das minhas séries preferidas de todos os tempos. A minha próxima missão é pôr o meu pai a ver até porque esta temporada parece terminar com a promessa de uma quarta. 

 

10/10

 

Boas séries são (Sinónimo de) Carmezim.

Marta.

 

4 comentários

Comentar post

A Marta

Sinonimo de Carmezim

@mcarmeziim

Parcerias

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Blogs Portugal