Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

26
Out17

Não és tu, Tempo... sou eu!

Ia começar este post com a frase "o tempo é uma coisa frustante", mas depois de alguns minutos de reflexão a olhar para uma página do computador em branco descobri que se calhar não é bem isso que quero dizer. Esse "tempo", dito assim nessa frase, pode passar por tempo metereológico. Esse também é frustante, porque para a semana começa o penúltimo mês do ano e ainda vamos andar todos de manga curta. Como podem ver, ando a controlar-me bastante para não desatar aos gritos sobre isso aqui no blog. 

 

Apesar do tempo meterológico ser, efetivamente, frustante, não era nele que estava a pensar quando me lembrei dessa frase para começar este post. O tempo de que queria falar, de que vou falar, é o tempo do relógio. O tempo propriamente dito. A unidade de medida das nossas vidas, era a esse tempo que me estava a referir. Decidi que seria injusto chamar-lhe frustante porque não é ele que o é. Sou eu. Eu é que me "frusto" a mim própria. 

 

 

09
Out17

A internet trouxe-me para casa!

Uma das coisas que me faz sentir mais crescida é o facto de ter o meu carro. Claro que sempre que alguém precisa dele cá em casa não começo a espernear porque me vão tirar o brinquedo, mas a verdade é que quem tem a chave "principal" na mala sou eu. Quando o recebi - podem ler esse post aqui - essa era uma das coisas por que estava mais entusiasmada: ter uma chave do carro na mala. 

 

Até receber o meu bolinha, os meus pais nunca tiveram problema em me emprestar o carro de família para ir beber um café ao sábado à noite ou para ir fazer umas compras ao fim da tarde depois das aulas. No final da viagem tinha era que deixar a chave na cómoda da entrada para que esta voltasse à base. É ainda verdade que às vezes deixo a chave do bolinha nesta mesma cómoda, mas agora é só porque tenho medo de pôr o carro na garagem e espero que o meu pai me faça esse favor. 

 

 

 

25
Set17

"NOVA" dificuldade

Esta segunda feira em que vos escrevo marca o início da minha terceira semana a estudar e a trabalhar ao mesmo tempo. É também a última semana em que isto vai acontecer até ao final do ano e, sinceramente, acho que preciso mesmo de me concentrar numa coisa de cada vez.

 

Vim aqui ao blog há duas semanas toda contente falar de como estava feliz de ser agora aluna da NOVA, algo com que sonhei desde que visitei a faculdade no meu 10º ou 11º ano, mas é verdade que não voltei a dar nenhum update relativamente ao que se tem andado a passar. Sabem que no primeiro dia de aulas, faz hoje duas semanas, fartei-me de chorar. Fez-me lembrar aqueles mitos que ouço sobre quando o meu irmão entrou para o Colégio Militar. Os restantes dias de aulas dessa semana correram muito bem - num dos dias o professor não apareceu e com o outro, fiquei impressionadíssima. A semana passada, a segunda semana no mestrado e a trabalhar, voltou a não ser fácil.

 

16
Mai17

Um convite à minha balança

Eu tenho um dom maravilhoso que quem gosta dessas coisas diz estar associado ao meu signo: cismar nas coisas. Pensar demasiado, mas aquele demasiado mesmo a sério ao ponto de estar sempre a reparar em certas e determinadas coisas por algo que eu tenha ouvido. Em dias mesmo maus pode até chegar ao extremo de eu achar que ouvi, de achar que vi, de achar que senti. Juro que não sou louca, a sério, não percam a esperança em mim! Prometo que me vou tentar explicar o melhor possível. 

 

Isto é uma coisa em que trabalho há já alguns anos e acreditem que está mesmo muito melhor. Não sou assim em relação aos outros, não vou bater em porta alheia a contar o que ouvi, não acrescento ponto qualquer em nenhuma história. Confio nas pessoas, gosto das pessoas e por isso, no que toca aos outros tento ser a pessoa mais compreensiva que me é possível ser. A coisa muda de figura quando é para falar de mim própria e, por exemplo, sobre o meu corpo. 

 

 

04
Mai17

Um erro muito acertado

Acho que num momento ou outro já se devem ter apercebido da minha obcessão com o YouTube. É engraçado porque me lembro exatamente do dia em que o descobri. Claro que o usava para ouvir umas músicas, mas a minha utilização daquela rede social  - porque também o é, mas isso só descobri depois - não passava muito disso. Até que houve um dia em que reparei que o meu cabelo já estava suficientemente grande para fazer uma trança - eu sei, esta semana só falo de cabelo. 

 

Pesquisei por um tuturial, coisa que nunca tinha feito. Por mero acaso, deparei-me com um vídeo de uma miúda muito gira e com um ar engraçado. O canal chama-se Zoella e ela chama-se Zoe Sugg. Enquanto via o tuturial - e falhava redondamente a tentar fazer uma trança a mim mesma - vi nos recomendados um vídeo dela em que o namorado a maquilhava. Fui ver e adorei vè-los juntos. Entrei nos seus canais e apercebi-me que os vídeo com que me tinha cruzado já eram bem antigos e que agora já vivem juntos e tinham até a cadelinha pug mais linda do mundo, a Nala. Foi assim que tudo começou. 

  

 

04
Abr17

Pior que um casal de noivos

Este era o post por que estava ansiosa para partilhar com vocês. Estou certa que alguns de vocês ainda estão lembrados que vos contei que este e o próximo mês são muito importantes na minha família porque em maio, o meu irmão vai casar-se! - Óscars ao pé deste evento são para meninos. Falei-vos aqui da saga que tem sido para encontrar a mala perfeita. Sabia que queria uma mala rosa forte porque decidi adotar o color block com o meu vestido vermelho - e aqui, precisamente nesta parte, peço-vos que imaginem aquele som de fita a rebobinar. 

 

No sábado passado, não cabia em mim de entusiasmo. Era dia da prova do vestido de noiva, do fato do noivo e de ver finalmente o vestido que eu tinha mandando vir, na cor vermelha. Fomos almoçar e já só pensava no quanto queria olhar para o vestido maravilhoso da minha cunhada - e de ver se o ginásio tinha realmente feito alguma coisa ao meu irmão. O rapaz anda empenhado. 

 

 

Sinonimo de Carmezim

Sou a Marta e gosto de escrever umas coisas de vez em quando.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.