Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

16
Abr18

Em direto do local de trabalho

F8DA2EDA-DB5D-47A6-A5C1-44AF56B1D2A1.jpg

 

Apesar de ter partilhado com vocês a grande notícia do meu regresso ao mundo do trabalho na passada quinta feira, a verdade é que só me caiu a ficha umas 48 horas depois. Tive um fim de semana absolutamente maravilhoso - não se preocupem que no decorrer desta semana vou contar-vos tudo - que fez parecer que me estava realmente a despedir das minhas "férias (demasiado) prolongadas". No sábado de manhã, ao acordar no cenário mais tranquilo do mundo, virei-me para o meu Rapaz e disse: "Porra. Daqui a 48 horas já vou estar no trabalho!"

 

Depois de me ter apercebido da realidade, confesso que comecei a ficar um bocadinho nervosa. Não me perguntem porquê. Já conhecia o sítio, as pessoas e o trabalho. Sabia que gostava do trabalho e que me sentia bem com a equipa. Sabia que gostava da minha chefe. Sabia tudo, literalmente, tudo o que há para saber sobre este regresso ao trabalho. Ainda assim, dei por mim a ficar nervosa. Mas verdade seja dita: se eu não ficasse nervosa, nem que fosse só um bocadinho, aí sim, algo estava errado. 

 

Para ajudar na preparação psicológica, defini o despertador ontem de manhã, em vez de o fazer apenas à noite. Achei que assim, sabendo desde manhã a que horas me teria que ir deitar, a coisa pegaria mais facilmente. Obviamente que me enganei, sobretudo depois de quatro meses a ir dormir sempre depois da uma da manhã. O telemóvel começou a mandar notificações a partir das 22h10, mas a luz só se apagou às 00h02. Ainda vi as 00h30, mas acho que devo ter adormecido pouco tempo depois disso. 

 

Do que eu não estava à espera era que o meu subconsciente fosse buscar estas coisas todas e me pusesse a sonhar com o primeiro dia de trabalho. Como se não bastasse teve que ser ali a roçar o pesadelo (por ser um dos meus maiores medos na vida real): adormecer e chegar atrasada. Sonhei que o meu despertador em vez de tocar às 06h30, tocava às DEZ! Imaginem: a essa hora já é suposto que eu tenha começado a trabalho há uma hora. Lembro-me de chorar e chorar e chorar, de tentar avisar a minha chefe e de não a conseguir contactar... UM DRAMA! Quando acordei é verdade que respirei de alívio, mas também é tão verdade que não consegui dormir mais, tal era o medo de adormecer. Eram 05h48 quando despertei - ridícula! 

 

1E96F5E7-FBC2-467A-9F7A-F11CA6E7C33A.jpg

 

A viagem fez-se bem. Ainda me consegui surpreender com o trânsito a entrar em Lisboa, como se nunca tivesse visto tal coisa. Pelos vistos, já não me lembrava deste pandemónio, mas deu para tirar da minha cabeça todas e quaisquer possibilidades de sequer pensar em começar a vir de carro para Lisboa. A viagem no metro também não foi má de todo. Em dois momentos senti alguma ansiedade a querer bater-me à porta, já estava a ficar cheia de calor e a sentir as mãos a transpirar. Mas respirei fundo e consegui abstrair-me daquilo que me tinha começado a incomodar. Fiquei orgulhosa! 

 

Já se passou a minha primeira manhã de trabalho e nem dei por ela passar. Acabei por ter surpresas muito boas e reencontrar colegas que não tinha a certeza se voltaria a encontrar. Já tinha o meu cantinho preparado à minha espera e estava praticamente tudo igual desde que fui embora - e atenção, digo isto da forma mais positiva possível, porque assim foi quase como se não tivesse ido embora. 

 

10A2C3C3-5BA2-4161-BEDB-BFEF39424D3C.jpg

 

Andando por estes corredores onde comecei a dar os primeiros passos no mundo do trabalho e onde agora vou continuar essa caminhada, apercebi-me de uma coisa muito curiosa. O mestrado permitiu que conhecesse melhor os meus interesses e que definisse grandes objetivos, associados a grandes causas e que, no fundo, são aquilo que realmente quero fazer. No entanto, este sítio repleto de objetos e peças que em nada têm a ver com a essa área do património que descobri no mestrado... fazem-me sentir igualmente bem. É como estar em casa... e quem é que não gosta de voltar a casa? 

 

P.S - Ainda podem concorrer no passatempo que está a decorrer no blog em parceria com a marca MAU MARIA, até ao final desta semana (20/04)! Estou a oferecer um esfoliante e óleo hidratante artesanais com aroma a frutos do bosque! Para saber como participar (e para conhecerem a minha experiência com os produtos), vejam tudo aqui! 

 

Primeiro dia é (Sinónimo de) Carmezim.

Marta. 

Sinonimo de Carmezim

Por detrás deste blog está a Marta. Com 22 anos, saloia de gema, criou este cantinho onde vão poder encontrar tudo o que é sinónimo da sua pessoa.

ÚLTIMO VÍDEO

instagram

Find me on facebook

Parcerias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.