Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

08
Mar18

O medo de falar deste dia

6860AF71-85E4-40E0-8145-40D61FCA48EB.jpg

Faz hoje um ano que escrevi sobre o Dia Internacional da Mulher - uau, a sério que já posso fazer referência a posts que já escrevi há um ano? Já fui procurá-lo e já o estive a reler. Desde que o escrevi que não tinha feito ainda esse exercício. Já o fiz com outros posts que me vou lembrando e fico cheia de vontade de os reler, mas com esse, por acaso, nunca tinha acontecido. Curioso, porque na altura até foi um dos posts com que recebi mais e melhor feedback numa altura em que o blog estava numa fase tão embrionária. Reli hoje e cheguei a algumas conclusões. 

 

A primeira é que este é um tema muito difícil de comentar. É difícil de dar opinião sobre este assunto, especialmente se fores mulher. Acreditem ou não, já tinha todo um post escrito sobre isto e acabei por apagá-lo mesmo antes de clicar em "publicar". Há ano e pouco que tenho este blog e acho que isso nunca me tinha acontecido antes. Não quero escrever aquilo que esperam que eu escreva só porque sou mulher, mas por outro lado, há uma vozinha que me diz que posso facilmente ser mal interpretada se tentar dar uma parte da minha opinião. 

 

Acho que sou daquelas mulheres que facilmente pode ser acusada de se acomodar, de ser uma privilegiada, de romantizar as circunstâncias porque nunca as viveu na pele. Tudo o que possa escrever sobre este assunto pode facilmente ser entendido dessas formas porque em grande parte são verdade. Não faço parte de nenhuma associação que lute contra a discriminação, a violência e desigualdade de género; nunca fui a uma manifestação; nunca senti que fosse menos que um colega homem, quer em contexto escolar, académico ou profissional. Por estas e mais uma data de outras razões, fico sempre com receio de expressar a minha opinião porque sei que sou uma sortuda. 

 

No entanto, e apesar de ver a minha situação como uma bastante feliz, também já senti em várias alturas muitas das coisas que hoje se falam por essa internet fora. Já deixei uma peça de roupa que adorava nas prateleiras da loja porque era demasiado curta ou demasiado decotada e não me ia sentir bem com aquilo vestido no metro, por exemplo; já tive que mudar de lugar em transportes públicos por me sentir demasiado olhada de formas que não se deve olhar ninguém; quando tinha doze anos fiz uma coreografia na aula de Educação Musical e ouvi um colega mais velho dizer "esta daqui a uns aninhos.... cuidado!" - até hoje, não sei o que é que ele quis dizer com isto; já fingi falar ao telemóvel sem ninguém do outro lado da linha só para não ouvir piropos. Por estas e mais uma data de outras razões, sei que a minha opinão também tem valor. 

 

Pode ser verdade que nunca tenha lutado pelo todo, mas já lutei muito e continuarei a lutar por mim. Entrentando apercebi-me de outra coisa: expressando a minha opinião, posso ainda passar por egoísta. Sempre tentei mostrar o meu valor pelas minhas ações e pelo meu trabalho. Sempre, desde que me lembro, que quero ser a melhor mulher, filha, aluna, namorada, neta, profissional que consigo ser. Desde aquele dia em que a minha composição foi para o placard da sala do 2º ano que soube que ia sempre dar o meu melhor. Felizmente, a coisa correu-me bem. Nunca senti que as pessoas que me passaram à frente, o tivessem feito com menos mérito que eu. E quando fui eu a ir à frente também sempre senti que tinha sido pelo meu trabalho, pelo meu sentido de responsabilidade e pelo meu empenho. 

 

Sabem para o que luto atualmente? Para poupar dinheiro para comprar trens de cozinha, serviços de jantar e tantas outras coisas que quero ter no meu enxoval. Luto para saber temperar uma salada - sou péssima com as quantidades de sal, fica sempre tudo insosso. Luto com o tapete do meu quarto que não se deixa aspirar. Luto para ser capaz de fazer um bolo sem usar farinha fora da validade. Luto e esforço-me para que possa, daqui a uns tempos, ir comprar um vestido de noiva enorme, de princesa da Disney. Luto também pela minha tese de mestrado. Luto para que um dia me ouçam a falar da importância do património rural do meu concelho. Lutarei para criar uma associação que proteja e promova esse património. Lutarei para ter filhos, muitos, a correr pela casa e dar-me dores de cabeça e preocupações e aí sim - acredito - me sinta mulher em toda a sua plenitude. 

 

301B8E26-C5D9-4155-B4B6-401A7B61F6A1.jpg

 

Nunca lutei pelo todo, por causas que nos afetam a todas nós, mas sinto que, de certa maneira, faço a minha parte e acho também que isso não deve ser entendido como egoísta ou acomodado. Hoje, no Dia Internacional da Mulher, tal como escrevi há um ano, vou preocupar-me em dar ainda mais valor à mulheres que me rodeiam, porque embora nenhuma delas tenha ido gritar para a rua, lutaram sempre por elas próprias... e por mim. 

 

6C25031B-D0F5-4202-B06F-E679D38EB34D.jpg

 

Não sei se este texto fez sentido. Tal como senti com o que escrevi anteriormente, continuo a achar que existem mil e quinhentas formas de ser mal entendida com este. Paciência, não vou voltar a apagar o que fiz até porque acho que esta versão do texto é bem mais sincera do que o post que tentei escrever antes. Peço-vos só que se lembrem que, tal como todas as pessoas que escreveram sobre este assunto hoje, estas palavras são apenas partes da opinião de quem as escreve e que por isso seria injusto julgar alguém só por meia dúzia de parágrafos. 

Um feliz dia da Mulher a todas nós! 

 

Ser Mulher é (Sinónimo de) Carmezim.

Marta.

 

 

2 comentários

Comentar post

Sinonimo de Carmezim

Por detrás deste blog está a Marta. Com 23 anos, saloia de gema, criou este cantinho onde vão poder encontrar tudo o que é sinónimo da sua pessoa.

ÚLTIMO VÍDEO

instagram

Find me on facebook

Parcerias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.