Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

21
Jun18

O Mundial que me trouxe o Robbie Williams

Resultado de imagem para robbie williams world cup

 

(Imagem: BBC)

 

"Então Marta, dois dias seguidos com o mesmo tema?", perguntam vocês. Mais ou menos, meus caros. Não se deixem enganar pela referência ao Mundial de futebol no título do post de hoje e de ontem, porque apesar de terem o mesmo pano de fundo, não têm nada a ver um com o outro. Ontem senti necessidade de falar convosco sobre um tema de que não percebo nada: o futebol propriamente dito. Hoje, quero falar de algo de que já percebo qualquer coisa (no sentido de quem é fã e gosta muito, não no sentido técnico): de música. 

 

 

As cerimónias de abertura, de encerramento e, no caso do Super Bowl, dos intervalos são sempre os meus momentos preferidos de assistir quando se fala de eventos desportivos. Há uns anos atrás não tenho ideia de haver grandes atuações de grandes artistas nas cerimónias de outras competições que não o Super Bowl ou os Jogos Olímpicos. Com o passar do tempo, tenho que admitir que é bom ver que o resto das organizações começa a olhar para estes momentos de entretenimento como uma mais valia. Mais que não seja porque põe pessoas que não acompanham nenhum desporto em especial a ver a emissão durante um bocado. Como eu. 

 

Não ouvi grande alarido com a cerimónia de abertura deste mundial. Aliás, durante um bom bocado nem sequer sabia quem tinha sido o artista escolhido. Até que recebo uma mensagem do meu Rapaz a avisar-me que tinha MESMO que ver a cerimónia de abertura porque ia delirar. Momentos mais tarde, ouço a mesma coisa da boca do meu pai. E então fico a saber: a abertura do mundial foi protagonizada PELO ROBBIE WILLIAMS!!! Fiquei em êxtase, porque desde bem pequenina que o adoro, mas fiquei também apreensiva porque, da última vez que ouvi uma atuação ao vivo dele... digamos que estava um bocadinho na decadência. Nessas coisas prefiro sempre lembrar-me dos momentos áureos dos artistas de que mais gosto. 

 

Como o meu pai grava tudo e mais alguma coisa (obrigada pai!), consegui ver a atuação do senhor. Em primeiro lugar, quando ele entra no relvado fiquei logo de boca aberta. Lindíssimo, irreverente com o seu fato tigresa vermelho, de cabelo já grisalho, mas EM BOA FORMA! Quando abriu a boca para começar a cantar Let Me Entertain You, parecia que tinha voltado aos meus 8 anos a curtir aquele DVD absolutamente épico do concerto estupidamente lendário que ele deu em 2003, em Knebworth. Via aquele DVD todos os dias, religiosamente, a seguir ao almoço, quando voltava da escola primária. Nunca vi nada igual àquilo, ainda hoje. E no mundial, felizmente, foi só disso que me lembrei! Deixo-vos a entrada dele nesse concerto, porque vale a pena ver isto. 

 

 

A atuação no mundial foi uma daquelas atuações de que estava mesmo a precisar. Obviamente que o mister Williams é daqueles artistas que sei que vou sempre gostar e que vou sempre saber todas as letras de cor, mas revê-lo assim de surpresa foi uma lufada de ar fresco. Deu para relembrar não só o figurão daquele homem, mas também a sua voz feita para cantar aquele pop de excelência, do final dos anos 90 e do princípio de 2000. Só para acabar com o meu coração, ele teve a lata de começar a atuação no mundial com a Let Me Entertain You, que me fez dançar e cantar em casa como fazia há 15 anos atrás. 

 

Adorei. Foi simples, para aquilo que um fã de Robbie Williams sabe que ele gosta de fazer, mas adorei. Foi mesmo bom vê-lo, como costumo dizer, todo nos trinques. Fiquei foi aborrecida quando tentei mostrar a atuação do mundial a outras pessoas, e só havia vídeos do raio da coisa do dedo. Que parvoíce. Não encontrei uma notícia a falar da atuação em si, apenas do dedo. Curiosamente, fez-me lembrar a história do Salvador e do seu peido hipotético. Pensando assim, até tem graça, porque ambos estão ser iguais a si próprios e é também por isso que gosto deles. 

 

O Robbie Williams é daqueles artista que me deixam grata pelo acaso de terem tido o auge das suas carreiras numa altura em que as pessoas não eram tão sensíveis. É um bocadinho complicado analisar as coisas deste ponto de vista, mas é a minha opinião. O facto de ter havido tanto rebuliço e tantos títulos só porque ele espetou um dedo para a câmara só vem provar que as trinta por uma linha que ele fez "quando era novo" e que, na altura, foram vistas apenas como irreverência, extravagância... hoje seriam autênticos escândalos. É uma pena, mas ao mesmo tempo não o é. Os tempos são outros e a verdade é que esses grandes momentos de entretenimento aconteceram na mesma e ficarão para sempre na memória de quem adorou e adora este tipo de artistas. 

 

Qual a conclusão disto tudo? A conclusão é que agora passo os dias a ouvir Robbie. As novas, as velhas, as que eu na altura não gostava tanto e que hoje adoro. Hoje vou gravar um CD com aqueles grandes clássicos para ter no carro e no fim de semana vou-me "sentar" no sofá durante três horas a ver esse tal DVD do concerto dele em Knebworth, porque tantos anos depois e mesmo depois de o ter visto ao vivo e de ter sido um dos grandes momentos da minha vida, esse DVD continua a ser dos espetáculos mais incríveis que já vi! 

Por aí, alguém que também o adore?

 

Relembrar clássicos é (Sinónimo de) Carmezim.

Marta.

 

Sinonimo de Carmezim

Por detrás deste blog está a Marta. Com 22 anos, saloia de gema, criou este cantinho onde vão poder encontrar tudo o que é sinónimo da sua pessoa.

ÚLTIMO VÍDEO

instagram

Find me on facebook

Parcerias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.