Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

23
Jan18

Sem Spoilers #20 - Um Desastre de Artista

Outro filme que já não é de hoje, que não vi hoje nem pouco mais ou menos, mas que mesmo assim gostaria de falar um pouco sobre ele aqui. Decidi assistir a este filme realizado, produzido e protagonizado por James Franco depois deste ter levado para casa o Golden Globe para melhor ator principal em filme musical ou de comédia. E nem vamos falar desse momento, que já todos sabemos no quão chateada fiquei por causa do prémio não ter ido com Daniel Kaluuya, o meu grande favorito, para casa. 

 

Logo aqui podem aperceber-se que fui assistir a Um Desastre de Artista - ou The Disaster Artist em inglês - a embirrar um bocadinho. Era preciso que este filme me arrebatasse, me deixasse no chão, me deixasse de cabelos em pé e me fizesse andar a recomendá-lo a toda a gente e mais alguma. Tudo isto teria que acontecer porque foi assim que Get Out me deixou o ano passado e eu precisava de uma boa justificação para o Daniel Kaluuya ter perdido o prémio para James Franco. Mesmo que, para mim, não tenha chegado a esse nível, foram duas horas muito bem passadas. 

Resultado de imagem para the disaster artist

 

Para quem nunca ouviu falar - coisa que eu duvido -  este filme é baseado numa história verídica que é tão extravagante que parece mentira. O filme propriamente dito foi baseado no livro de Greg Sestero, The Disaster Artist: My Life Inside The Room, the Greatest Bad Movie Ever Made. Em Um Desastre de Artista, James Franco interpreta o papel de Tommy Wiseau, realizador do filme de culto The Room. Este filme - em português, O Quarto - é um filme de 2003, produzido e protagonizado pelo próprio Tommy Wiseau e pelo seu melhor amigo, Greg Sestero. Na altura da sua estreia e até à atualidade, The Room é considerado o "melhor pior filme de sempre". Estilo acidente de carro - é horrível, mas não conseguimos desviar o olhar. 

 

Tal como disse anteriormente, a história é absolutamente surreal: Tommy Wiseau e Greg Sestero queriam ser estrelas de Hollywood. Entre agências, castings, e negas, Wiseau tem a ideia peregrina que dá o mote para o filme de Um Desastre de Artista: se Hollywood não os quer, eles vão criar o seu próprio filme. Wiseau contratou toda a equipa técnica e atores e comprou todo o material de filmagens e produção. Diz-se que ele gastou 6 MILHÕES DE DÓLARES para fazer este filme. Exato, eu também fiquei com essa cara. 

 

Um Desastre de Artista mostra tudo o que antecede esta ideia mirabolante, mas centra-se sobretudo no durante destas gravações. Pensar que aquilo foi realmente verdade chega mesmo a ser desconfortável. O homem era absolutamente... estranho. Não sei como defini-lo sem ser desta forma. Os diálogos do filme - do The Room - não parecem fazer sentido entre si, os próprios atores andavam confusos relativamente ao tema do filme e o resultado final - para desgosto de Wiseau - foi muito mais um filme de comédia do que o romance melodramático que desejava. 

 

Pode dizer-se por isso que a personagem de James Franco, enquanto eterno outsider de Hollywood, tinha uma paixão sincera pela arte de fazer cinema. Os seus métodos é que poderiam não ser os mais convencionais, os mais comuns ou até os mais éticos. É no meio de toda esta loucura que as personagens principais, interpretadas pelos manos Franco, que o espectador vai sendo conduzido. O destino? Uma celebração da amizade, da arte e dos sonhos. 

 

Depois de ver este filme tive que admitir: James Franco está realmente muito bem. A sua imitação de Tommy Wiseau, depois de ter pesquisado um pouco sobre esta personagem da vida real, é absolutamente incrível e hilariante. Um Desastre de Artista relembra-nos que existem vários caminhos para atingir os nossos objetivos e que mesmo esses podem mudar ao longo dessa caminhada. 

 

Este filme fez-me conhecer, apreciar, rir e chorar perante a história destes dois melhores amigos. É um filme muito bom, melhor ainda para quem já conhecia o The Room. Hoje não pude deixar de ficar surpreendida quando me apercebi que ficou de fora das nomeações para os óscars. Em contrapartida, Get Out está. Foi uma vingançazinha pelos Golden Globes. 

 

Prémios e vinganças à parte, não deixem de ver Um Desastre de Artista. É uma viagem alucinante. Aqui em baixo deixo-vos o vídeo do momento em que James Franco recebe o Golden Globe e chama ao palco o verdadeiro Tommy Wiseau, que assim, finalmente, realiza o seu sonho. 

 

 

Bons filmes são (Sinónimo de) Carmezim.

Marta. 

2 comentários

Comentar post

Sinonimo de Carmezim

Por detrás deste blog está a Marta. Com 23 anos, saloia de gema, criou este cantinho onde vão poder encontrar tudo o que é sinónimo da sua pessoa.

ÚLTIMO VÍDEO

instagram

Find me on facebook

Parcerias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.