Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

(Sinónimo de) Carmezim

(Sinónimo de) Carmezim

21
Mar18

Todos os caminhos vão dar... à Parfois!

0B56C354-7E8A-4741-8268-47733AC05823.jpg

 

Não fosse isto verdade e até tinha a sua piada. Aliás, tem mesmo piada. Enquanto vos escrevo estas palavras e enquanto vinha a pensar na melhor maneira de vos contar isto, é possível que as pessoas que se cruzaram comigo no metro me tenham visto a sorrir sozinha. Porque tem, efetivamente, piada. Tem piada a forma como nós - ou eu, neste caso - temos dois pesos e duas medidas para tanta coisa no nosso dia. Algumas podem trazer consequências mais sérias, mas neste caso, é só curioso. A única consequência são uns euros a menos na conta. 

 

Comecei esta semana a fazer-vos um apelo. A pedir-vos ajuda, porque não sabia o que fazer. Estava num dilema terrível entre gastar ou não trinta euros em maquilhagem. Era uma coisa que me estava a custar realmente, como se puderam aperceber por aquele post. Há semanas que andava a pensar naquilo, se sim ou se não. Tirei produtos que não precisava tanto, para gastar o mínimo possível, não ficando com nada por comprar. Uma complicação que, no final de contas, ainda estava sob análise. 

 

Isto foi segunda feira. Aliás, foi segunda feira que vos contei, porque esta história já vinha de há, pelo menos, duas semanas. Hoje é quarta feira, e tal como é costume, fui com o meu pai "até à cidade" para almoçar com a minha mãe. Onde é que nós fomos? Ao shopping, claro. Até aqui, nada de problemático. O pior foi o sítio onde estacionámos o carro. 

 

Aquele shopping tem pelo menos quatro três maneiras diferentes de lá entrar. Todas elas estão a jeito para ir para a zona da restauração, que era o nosso destino. O problema foi que estacionámos o carro ao lado da única entrada que vai mesmo dar à porta da Parfois. Se não tivessemos passado por lá, nada disto acontecia. Olhei para a montra e vi uma pasta, ou uma mala para levar o computador. 

 

Comecei a contar à minha mãe que há uma rapariga cá na faculdade que tem uma mala daquelas super gira, cheia de limões. Disse-lhe que nunca tinha pensado nisso até ver aquela rapariga da faculdade, mas que se calhar, até dava bastante jeito, visto que ando sempre com o computador de um lado para o outro. Fomos almoçar e não parei mais de pensar na mala. 

 

MALA1.jpg

 

A seguir ao almoço pedi que lá entrássemos - na Parfois. Peguei nela e era mesmo, mesmo linda. Verdade seja dita, ficava-me a matar. Era mesmo aquilo... mas custava 35 euros! Por UMA mala! Nem pensar! Nem morta, mas está tudo doido, ou quê? Quer dizer, estou há pelo menos duas semanas a pensar se gasto 30 euros em seis ou sete produtos de beleza e agora ia gastar isso NUMA MALA? Isso é que era bom! 

 

Tanto era, que foi. O problema - para além do sítio onde estacionámos o carro - foi o autocarro ter chegado muito cedo a Lisboa. Cheguei com tempo de sobra, faltava ainda uma hora e meia para a minha aula quando cheguei a Lisboa. Vou já para a faculdade? Sabia que ainda queria escrever o post de hoje, mas felizmente que ainda não demoro hora e meia a escrever-vos meia dúzia de palavras. E se for ver umas lojinhas, só para passar o tempo? Não há-de fazer mal. 

 

O problema, para além do sítio onde estacionámos o carro e para além do autocarro ter chegado cedo foi ter dado logo de caras com a Parfois. No meio de tanta loja, fui logo ali parar. Fugi. Vim embora simplesmente, mas mesmo assim, ainda consegui vê-la ali, tão sozinha na prateleira. Doeu no coração, mas fui forte. "Vai mas é à Bertrand ver uns livros."  

 

Eu bem olhava para as capas dos livros e vi coisas boas, mas pensei: "vou comprar um livro quando ainda não acabei o que estou a ler agora e já tenho mais dois a caminho? Não sei se faz muito sentido... esta mochila é que me está a fazer um calor desgraçado!". Quando dei por isso tinha mil e uma desculpas inventadas, já estava na Parfois, de saco na mão e a dar o cartão à senhora para pagar trinta e cinco euros por UMA mala. 

 

MALA2.jpg

 

É engraçada a capacidade que o ser humano tem de inventar as mais engraçadas desculpas para fazer algo que quer realmente fazer, mas sabe que se calhar, não precisa assim tanto ou que não vale assim tanto. Em certo momento, dei por mim a pensar: "Olha, ela até é assim toda florida e ontem começou a primavera, vem mesmo a calhar!". Comecei a pensar que, com tudo bem jogado, vou conseguir usá-la quando voltar a trabalhar, mesmo tendo que levar marmita. Dois pesos e duas medidas, que agora - para castigo - me fizeram trazer a mochila com tudo lá dentro para lhe juntar um saco enorme da Parfois. Agora vais andar carregada o resto do dia que te lixas. Agora a maquilhagem vai ter que esperar, pelo menos, mais um mês. Oh well. 

 

Comprinhas espontâneas são (Sinónimo de) Carmezim.

Marta. 

8 comentários

Comentar post

Sinonimo de Carmezim

Por detrás deste blog está a Marta. Com 23 anos, saloia de gema, criou este cantinho onde vão poder encontrar tudo o que é sinónimo da sua pessoa.

ÚLTIMO VÍDEO

instagram

Find me on facebook

Parcerias

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.